3 coisas que nunca te contaram sobre procrastinação

Com uma coisa eu preciso concordar: a procrastinação é aquilo que está bloqueando o seu caminho, posicionando-se entre você e o seu objetivo.

Procrastinar é a arte de deixar para amanhã tudo aquilo que você já deveria ter feito ontem. Ser um procrastinador é ser um mestre na arte de enrolar.

Nunca antes na história da humanidade o monstro da procrastinação teve tanto alimento como no momento atual. Todas aquelas notificações pulando na tela do seu celular, seus amigos mandando memes e vídeos nos grupos de WhatsApp (pausa dramática para os grupos de WhatsApp…) e as novas fotos da musa fitness no Instagram simplesmente te obrigam a parar tudo o que você está fazendo e ir lá checar toda aquela vida acontecendo nas redes sociais.

O resto da história acho que você já conhece muito bem. Trabalhos atrasados, tarefas sendo feitas no último dia do prazo, pilha de afazeres te deixando maluco e noites em claro para tentar colocar as coisas em dia. Mas o Candy Crush… esse vai muito bem, obrigado!

Até aí, nenhuma novidade. Esse assunto é até meio batido, eu confesso, e há inúmeros outros aplicativos para te ajudar a gerenciar melhor suas atividades e sua rotina, a fim de te transformar de um procrastinador em alguém uber produtivo!

Todos esses métodos para te ajudar a se manter focado e produtivo são muitos válidos, sim, mas eles não vão resolver o seu problema. Sabe por quê? Porque usar esses recursos isoladamente só vai curar os sintomas de um problema que é muito maior e mais profundo do que a sua necessidade vital de checar as suas redes sociais.

O que é realmente novo aqui é a procrastinação pode estar diretamente relacionada com a sua autoestima. Sim, exatamente isso que você leu! E para que você entenda melhor como isso acontece, deixe que eu te conte as 3 coisas que nunca te contaram sobre a procrastinação:

1- Procrastinar afeta brutalmente a sua autoestima.

Toda vez que você deixa de fazer as coisas que deveria estar fazendo, aquelas tarefas que estão ali em stand-by passam um recado para o seu inconsciente. Ao deixá-las para depois, elas não desaparecem nem da sua vida e nem da sua mente, ou seja, você fica se lembrando delas e pensando que uma hora vai ter resolver tudo isso. Sempre que isso acontece, sempre que você se lembra delas, você passa uma mensagem poderosa para o seu inconsciente, dizendo que você não é uma pessoa capaz, que não sabe nem gerir a sua própria vida, que não consegue terminar o que começou, que não dá conta de fazer as suas coisas…

Isso tudo que você se diz inconscientemente fica ali registrado e afeta brutalmente a sua autoconfiança e a sua sensação de capacidade, minando a sua autoestima

2- A procrastinação pode ser um ato de autossabotagem.

No item anterior você entendeu como a sua procrastinação afeta a sua autoestima, agora vai perceber o quanto a procrastinação pode se originar dela. Se você estiver se sentindo um pouco confuso com todo esse papo de autoestima, permita-me fazer um pequeno esclarecimento. Autoestima não tem nada a ver com sua aparência, com sentir-se bonito ou feio. Autoestima diz respeito ao seu sentimento de valor diante da vida. É você viver em um estado de profundo autoconhecimento e saber que você é uma pessoa única no mundo, que não há ninguém em todo o Universo igual a você e isso te faz muito especial. Ter uma boa autoestima é confiar em sua própria capacidade de gerenciar a sua vida e tomar boas decisões, além de se sentir merecedor de amor, felicidade e sucesso.

Depois desse esclarecimento fica mais fácil te explicar como uma baixa autoestima afeta a sua produtividade, usando a procrastinação como um verdadeiro ato de autossabotagem. Quando você não se sente merecedor de amor, felicidade e sucesso, agir de modo a obter todas essas coisas seria algo muito incoerente, e o seu inconsciente odeia incoerências. Se você fizer todas as suas tarefas no tempo certo e cumprir as atividades estabelecidas, isso vai te gerar um resultado legal, ok? Só que no fundo, no fundo (de novo, lá nos mares revoltos do seu inconsciente)você não se considera merecedor daquele resultado e, o seu inconsciente para dar um jeito nessa incoerência e fazer com que você tenha apenas os resultados que sente que merece, trata de agir, fazendo com que você procrastine e se afaste daquele objetivo.

3- A procrastinação pode ser apenas medo.

Pode ser também que você esteja deixando de fazer as suas tarefas apenas porque tem medo de não dar conta delas. Sim, é mais uma vez uma manifestação de baixa autoestima em um movimento encabeçado pelo danado do seu inconsciente!

Um dos sintomas da baixa autoestima é não se sentir bom o suficiente, não se sentir capaz e não se considerar apto a gerenciar a sua vida. Quando se tem uma autoconfiança baixa, uma simples tarefa a ser executada pode representar um verdadeiro sinal de perigo para você, gerando um medo de não conseguir realizar aquilo e fracassar. Aí, mais uma vez o seu inconsciente entra em cena (Não brigue com o seu inconsciente! Ele é um cara legal, eu juro! E só age assim achando que é para o seu bem, porque ele está vendo as coisas por um outro ângulo!). Assim, ele dá logo um jeito de te fazer procrastinar e deixar aquela atividade para outra hora, pois acredita que agindo dessa forma ele estará te poupando de sofrimento!

Incrível como sua mente funciona, não é mesmo? Eu também acho! Mas não precisa se desesperar ou achar que você está refém dela! Sei que dá uma assustada ficar sabendo de tudo isso assim, de uma vez só, mas saiba que agora você já tem consciência sobre isso! E ter consciência é o primeiro passo para transformar as situações que nos desagradam.

A partir de hoje você pode ficar mais atento à sua procrastinação, perceber que você está procrastinando e fazer uma pequena investigação interna, de por que está agindo assim, eliminando de uma vez por todas os pontos cegos que estavam te bloqueando e te impedindo de viver plenamente!

Missão cumprida! Já te revelei as 3 coisas que nunca te contaram sobre procrastinação, mas não posso ir embora sem te dar uma dica e dar uma mãozinha para você sair desse ciclo o mais rápido possível!

Dica da Coach: Faça uma lista de todas as tarefas e afazeres que estão pendentes. Depois de enumerados todos eles, escolha os mais simples e comece a executar um de cada vez. Quando você começa pelos mais fáceis, você termina mais rapidamente e a sua autoestima é alimentada por cada item da listinha que você riscar. Assim, você para de mandar a mensagem para o seu cérebro de que não é capaz, substituindo-a pela afirmação de que você é sim um realizador e tem capacidade para gerenciar a sua vida!

Além disso, a cada pequena tarefa realizada, você se enche de ânimo e energia para realizar as atividades grandes e cabeludas que também estão de esperando! Vai por mim, a sensação de ser um realizador é tão boa que você vai se animar ainda mais para zerar a sua lista!

Com uma tacada só você se livra das atividades acumuladas e ainda faz um movimento de fortalecer a sua autoestima, reduzindo as chances de que você procrastine novamente!

Gostou desse texto? Então deixe um comentário para mim aqui embaixo, porque vou adorar saber mais sobre você!

Então, vem comigo!