30 coisas que aprendi nos meus 30 anos

Essa semana eu completei 30 anos! Eu não sei se isso já aconteceu com você, mas eu ficava fantasiando sobre como seria a minha vida quando eu atingisse essa idade tão emblemática! Adivinha? Nada saiu como a fantasia, mas eu hoje sou feliz como jamais pensei que fosse possível!

Esse momento tão repleto de significado me fez refletir muito sobre tudo o que aprendi ao longo desses anos e escolhi 30 coisas que aprendi para compartilhar com você!

1- Sempre é hora de recomeçar

Eu estou velho demais. Quem nunca ouviu, falou ou pensou isso? Na verdade, essa é apenas mais uma das mentiras que contamos para nós mesmos, pois nunca existe “tarde demais” para começar a ser feliz! Pode acreditar em mim. Eu recomecei a minha vida aos 25 anos e, pouco tempo antes disso, achava que já estava velha demais e que tinha perdido a minha chance de ser feliz. Ainda bem que parei de dar ouvidos a essa besteira, pois os últimos cinco anos foram os mais intensos e bem vividos de toda a minha vida!

2- A gente faz planos. A vida ri.

Ah, a incrível arte de fazer planos! Acreditamos mesmo que estamos no controle de tudo, até que vem a vida e nos faz dançar de acordo com a sua música! Sim, é importante fazer planos e estabelecer metas, mas lembremo-nos de que coisas acontecem e o único controle que temos é sobre como escolhemos nos sentir e lidar com tudo isso!

3- Não tinha como ser diferente.

Não, não poderia ser diferente! Eu fiz o meu melhor e agi de acordo com as condições de temperatura e pressão que eu tinha naquele momento. Tentar reviver os fatos e reconstruir o passado é uma grande perda de tempo! Todas aquelas cabeçadas na parede me trouxeram muita sabedoria e aprendizado e eu não seria quem sou se não tivesse vivido tudo o que vivi.

4- Tudo sempre fica bem no final.

O ditado popular bem que já dizia: no final, tudo dá certo. E dá mesmo! Todas aquelas preocupações e noites insones foram em vão, porque nem mesmo o meu medo pode mudar o fato de que no final, tudo se resolve da melhor maneira e fica tudo bem, obrigada!

5- A beleza da viagem está em contemplar o caminho.

A felicidade não é um destino, mas uma viagem. Todos os percalços que vivi me ensinaram a apreciar a paisagem e a efemeridade de cada momento, pois é justamente aí que a felicidade se encontra. Quando você se dá conta do quão frágil é a vida, você aprende a ser feliz no único espaço de tempo em que isso é possível: no agora!

6- Confie em si mesmo e o céu é o limite.

Tudo é possível para quem acredita em si mesmo! Não há nada mais poderoso neste mundo do que a fé que você tem em si mesmo. Quando confiamos em nós, o impossível se torna apenas mais uma palavra, que, por si só, não exerce nenhum poder sobre a nossa vida. A autoconfiança é um exercício diário em minha vida, mas vale a pena, pois quanto mais eu confio em mim, mais eu me torno capaz!

7- O autoconhecimento é a resposta para todas as perguntas.

Todas as respostas que procuramos já estão dentro da gente. Acredite em mim, saber disso vai te poupar um esforço tremendo. Quando precisar de uma resposta, silencie, volte-se para dentro de si e faça a pergunta.

8- A gente é muito mais forte do que imagina.

Sabe quando tudo desmorona e você acha que não vai aguentar? Você vai sim, porque você é muito mais forte do que imagina! Eu passei por coisas que eu jamais imaginava que vivenciaria um dia. No último ano, em especial, essas coisas aconteceram uma após a outra, mas eu dei conta, porque tenho toda a força do mundo dentro de mim!

9- O preconceito é o ladrão de momentos inesquecíveis.

O preconceito nos impede de conhecer um mundo novo e viver momentos impagáveis. Quando resolvi aposentar o meu, eu me permiti a conhecer verdadeiramente as pessoas e me deixei encantar por elas.

10- Coragem não é ausência de medo.

Eu sempre fui uma pessoa corajosa, mas nunca destemida! Eu só tive consciência da minha coragem quando aprendi que ela não é a ausência de medo. Coragem é viver apesar do medo. E, mesmo estando apavorada, eu respirei fundo e fui… Ainda bem!

11- Gratidão – use sem moderação!

A gratidão foi uma das mais importantes lições que aprendi na vida. Agradeça e esteja aberto para receber o que a vida tem a oferecer.  Como eu te disse, as coisas nem sempre (ou quase nunca) saem conforme o planejado, mas elas acontecem da melhor forma para nós naquele momento. Aprendi a ser grata não só pelas coisas boas, mas também por aquelas que a princípio me parecem ruins, pois sei que a vida é regida por uma sabedoria que eu ainda não compreendo e, como já vimos por aqui, tudo sempre fica bem no final!

12- Sucesso, sem felicidade, é fracasso.

Você pode ter preenchido todos os requisitos da “vida de sucesso”, mas se você não estiver verdadeiramente feliz, todo o seu “império” não tem valor nenhum! Não tenha medo de deixá-lo para trás. E, se você ainda não estiver muito certo disso, releia os itens 1, 5, 6, 7, 8 e 10.

13- A mente é algo magnífico. Use-a em seu favor!

A nossa mente é muito poderosa e ela pode nos limitar ou nos impulsionar na vida. Tudo vai depender da forma como escolhemos utilizá-la. Sim, é uma escolha e ela não de mais ninguém a não ser de você mesmo.

14- Essa vozinha que fica falando na nossa cabeça não é nossa amiga.

Poucas coisas limitam tanto o nosso potencial quanto essa vozinha faladora de asneiras que mora na nossa cabeça! Sempre que damos ouvidos a ela, nós a fortalecemos e damos início a um ciclo destrutivo de sonhos. Encha-se de coragem e diga para ela que agora você é a voz e que os tempos de glória dela estão encerrados.

15- A felicidade não é padronizável.

Não existe um modo correto de viver ou de ser feliz. Seguir as regras que conduziam àquela felicidade padronizada só me fizeram ir com mais velocidade para o fundo do poço. A felicidade é uma definição peculiar e única de cada indivíduo! Qual é a sua?

16- Sem perdão a gente não chega a lugar nenhum.

Jesus já nos disse para perdoar 70 vezes 7 vezes, mas a verdade é que a gente pode arredondar esse sete para infinito e viver com o modo perdão ativado! Perdoar a nós mesmos e aos outros é a única forma de conhecermos a paz interior e nos libertarmos das amarras do sofrimento e da dor.

17- Arrisque-se!

A vida acontece fora da nossa zona de conforto. Para viver mais intensamente, precisamos arriscar mais, nos jogar um pouco e depois ver o que acontece. Vivi momentos inesquecíveis e maravilhosos quando decidi abandonar o seguro e confortável!

18- O seu futuro não tem que ser igual ao seu passado!

Young tem uma frase fantástica “Eu não sou o que aconteceu comigo. Eu sou o que escolho me tornar”. O passado não é uma sentença de vida. O futuro é o que escolhemos fazer dele. Pode sim ser igual ao passado, mas isso é apenas uma escolha nossa. Eu escolhi transformar a minha vida, escolhi ser mais do que o que aconteceu comigo. Escolhi me tornar uma mulher forte, empoderada, segura e criadora da minha realidade. E está tudo indo muito bem!

19- Acredite nos seus sonhos.

Os sonhos são coisas muito engraçadas. Basta você revelá-los ao mundo para que as pessoas comecem a despejar em cima de você seus medos e frustrações, tentando te convencer que aquilo é impossível. Mas eu aprendi a acreditar nos meus sonhos, não importa o que me digam. Resolvi dar um belo “dane-se” para as estatísticas, probabilidades e tudo o mais que resolvessem me mostrar para me convencer a mudar de ideia. E justamente por acreditar, estou conseguindo realizá-los!

20- O amor não está lá fora.

Desses 30 anos, 25 eu passei em uma busca desesperada pelo amor. Vivia procurando nos outros esse sentimento, em pessoas, coisas… 25 anos de sofrimentos e uma busca frustrada, que me machucou muito. E o que aconteceu nos outros 5? Nos outros 5 eu finalmente encontrei o amor. Só que, para a minha surpresa, ele não estava onde eu buscava. O amor estava esse tempo todo bem aqui, dentro de mim! Depois de ter feito essa descoberta, eu pude enfim me entregar a esse sentimento magnífico! E, ao fortalecê-lo dentro de mim, eu abri espaço para que ele existisse também do lado de fora, em meus relacionamentos!

21- Quem viaja mais leve, chega mais longe.

A gente tem um péssimo hábito de viajar com excesso de bagagem. Trazemos conosco tanto peso, tanta coisa inútil, que a jornada que era para ser leve e prazerosa se transforma em um martírio, com dores desnecessárias. Não me refiro às malas que levamos no trem, mas à bagagem emocional que insistimos em carregar conosco, dando peso excessivo aos acontecimentos da vida. Sempre que não nos desapegamos do passado, das coisas, pessoas, sentimentos, nós vivemos com sobrepeso e tornamos mais difícil a nossa caminhada. Desfaça-se do que não é mais necessário e você também poderá experimentar como é maravilhoso viajar mais leve!

22- Ficar só pode ser maravilhoso!

Eu me apavorava com a ideia de ficar na minha própria companhia. Era tão desconfortável! Quando eu ficava sozinha em público, eu só conseguia temer o julgamento das pessoas, o que possivelmente estariam dizendo ou pensando sobre mim. Já quando eu ficava sozinha em particular, o desconforto era ainda maior, porque eu já não tinha mais a distração do medo do julgamento alheio para ocupar a minha mente. Eu acreditava que me sentir confortável na minha própria companhia significava abraçar a ideia da solidão. Ledo engano! Com o tempo eu aprendi que estar na minha companhia é algo maravilhoso, que me energiza e faz com que eu me sinta inteira e segura. Sempre que reservo um tempo para estar comigo, eu consigo ficar mais presente quando estou na companhia de outras pessoas. Eu sei que sou um ser inteiro e que não preciso de outra pessoa para me completar. Isso faz com que eu aprecie com mais leveza uma companhia, não pela necessidade de completude, mas pelo prazer de compartilhar o momento!

23- Se nós conhecêssemos as dores dos nossos inimigos, eles seriam nossos amigos.

As pessoas que nos fazem mal estão em estado de profundo sofrimento. Ter essa consciência me permitiu liberar a mágoa e ressentimento que havia em meu coração, tornando o perdão algo leve e natural! Sim, todos nós uma dia vamos encontrar pessoas em nossa vida que nos farão algum tipo de mal, quando isso acontecer lembre-se que se nós conhecêssemos as dores dos nossos inimigos, eles seriam nossos amigos!

24- Ouvir é amar.

Às vezes as pessoas que estão à nossa volta só precisam ser ouvidas. Isso era algo muito difícil para mim, pois eu me inflamava com muita facilidade e respondia prontamente a todos, principalmente quando os envolvidos eram meus familiares. Mas eu aprendi com a vida que apenas ouvir é um lindo gesto de amor e que muitas vezes é só disso que as pessoas precisam. Sempre que me calo para apenas ouvir, lembro-me de uma frase que um dia ouvi (não sei mais de quem) “você tem 2 ouvidos e 1 boca, use-os nessa proporção”.

25- A única coisa que nos impede de ir mais longe somos nós mesmos.

Ah, como eu era mestra em culpar os outros pelas minhas próprias limitações. Acho que apontar o dedo para culpar o outro e me vitimizar era meu passatempo predileto! Só que o outro nunca foi responsável pela minha limitação. Se eu não estava vivendo o que eu queria, a única responsável por isso era eu mesma. Nenhuma pessoa, condição ou qualquer outro fator externo está te impedindo de fazer o que você quer. A única coisa que te impede de ir mais longe é você mesmo. Quando eu tive essa compreensão, pude então retomar as rédeas da minha vida, para levá-la exatamente para onde eu queria que ela fosse.

26- Esteja aberto para receber.

Receber não é sinal de fraqueza! Eu me recusava a receber coisas das pessoas, desde presentes a gentilezas, como por exemplo alguém me pagar um café ou um jantar. Ainda bem que aprendi a tempo que estar aberta para receber era me conectar com a abundância do Universo! Hoje eu recebo com gratidão o que quer que o Universo queira me dar, seja um lindo presente, seja uma situação desafiadora. Aprendi a receber de braços abertos todas as bênçãos que são derramadas sobre mim, até mesmo aquelas que vêm disfarçadas de problemas.

27- Não compare o palco dos outros com o seu bastidor.

A comparação é extremamente maléfica para a nossa autoestima. Eu já poderia parar por aqui, mas ela pode ser ainda mais prejudicial quando comparamos o palco do outro com os nossos bastidores. Quando vemos alguém no palco, tendemos a acreditar que aquela pessoa é assim naturalmente, que tudo é fácil, lindo, tudo flui e que a vida do outro é uma superprodução hollywoodiana.

Só que por trás dos resultados que vemos na vida alheia há uma tonelada de esforço que desconhecemos, e quando olhamos para a nossa vida, tendemos a desacreditar de nós mesmos, pois nossa vida pode ser tudo, menos uma superprodução hollywoodiana. O palco do outro é o que ele escolhe mostrar, mas também é fruto de um bastidor tão atribulado e bagunçado quanto o nosso. Quando tive essa compreensão, eu passei a olhar apenas para os meus esforços e concentrar ali toda a energia para fazer acontecer.

28- A autoestima é o nosso maior ativo.

Esse sem dúvidas foi o aprendizado que revolucionou toda a minha vida! Tudo em minha volta se transformou a partir do momento em que eu comecei a fortalecer a minha autoestima e tive consciência sobre o meu valor diante da vida! A autoestima é a base de tudo, ela é o pilar sobre o qual construímos a nossa existência. Nossa edificação só será sólida e segura quando construída sobre uma base consistente. Essa base é a autoestima e ela é sem dúvida o ativo mais importante que aprendi a cultivar e manter sempre fortalecido.

29- Quando você se compromete, você faz acontecer.

O comprometimento é o grande segredo para gerar resultados. Quando você se compromete, você faz acontecer e enfrenta toda a sorte de desafios que surgem pelo caminho. Eu só fui capaz de criar a minha vida incrível a partir do momento em que me comprometi com isso. Eu prometi a mim mesma que não aceitaria para minha vida nada menos do que o sensacional. Não foi fácil. Ah, não foi mesmo! Mas eu estava comprometida e isso me deu forças para fazer acontecer!

30- O melhor ainda está por vir…

Aprendi com a vida que, mesmo com todas as coisas maravilhosas que já vivi, o melhor ainda está por vir!

E você? Qual a principal lição que você aprendeu com a vida? Escreva aqui embaixo nos comentários! =)

Então, vem comigo!