6 Dicas para sobreviver às festas de fim de ano!

É Natal!!! Pode-se sentir pelo cheiro que se esparrama pelo ar e vem tocar cá dentro do coração da gente!

Uma delícia reunir a família, os amigos em várias confraternizações. Uma época em que é certo que encontraremos as pessoas das quais a gente gosta!

Delícia, né?!

É, eu sei também que não é seeeeempre alegria, tem algum chato que vai dizer “É pavê ou pacumê?” ou que vai entoar um “É marmelada, é marmelada!” na hora do amigo oculto. Sem falar naquele parente que vai questionar o seu estilo de vida e encher a sua cabeça com frases do tipo: “Cria juízo! Para de brincar de viver e arruma logo um emprego!”, “Você ainda não passou num concurso?” “Você tá achando que a vida é fácil? Felicidade é utopia.” “Mudar de carreira pra quê? Direito dá tanto dinheiro?” “Quer que eu converse com seu tio pra ele te arrumar um emprego de verdade?”.

Calma, respira fundo e continua comigo, porque é justamente sobre como lidar com isso que eu vim te falar hoje.

Em primeiro lugar, todos concordamos que seria mais agradável se nenhum desses comentários fossem feitos, mas, como há coisas nessa vida que a gente não pode mudar, bora aprender a viver bem com isso.

Então, vamos lá! Seis dicas para você passar incólume pelas festas:

1- QUEM COMENTA SE IMPORTA COM VOCÊ!

Antes de mais nada, preciso deixar bem claro uma coisa: quem vem falar isso contigo é porque se importa verdadeiramente com você e quer o seu bem. Essas pessoas só querem te poupar do sofrimento futuro que elas acham que você vai experimentar. Sim, elas podem jurar que o caminho que você escolheu é errado e vai te fazer sofrer, só porque é diferente do delas…

2- TODO MUNDO TEM UM PASSADO.

Por quais coisas na vida essa pessoa passou, você sabe? Todo mundo tem uma carga de experiências, pessoais ou de outros entes queridos. Todo mundo já passou ou viu alguém passar um perrengue. Isso deixa marcas, até mesmo traumas, dependendo do caso. E quando você quer o bem de uma pessoa (tá lembrado do tópico 1?), a única coisa que queremos é que ela não sofra nunca! A única realidade que essa pessoa conhece é a dela, você entende isso? Ela não pode nem imaginar um caminho diferente… E tem certeza que, se você trilhar um caminho que não o que ela te aponta, vai quebrar a cara e isso é TUDO QUE ELA NÃO QUER!!!

3- VOCÊ TEM UM SONHO!

Sim, você tem um sonho! Você tem um objetivo e um propósito que são maiores do que você, pelos quais seria capaz de dar a própria vida. Você tem um desejo tão grande, tão intenso, uma vontade tão inabalável, que não vai desistir quando alguém tentar te impedir. Muitos tentarão te impedir! Muitos te chamarão de louco, não serão capazes de te compreender, de ver o que você vê, de sentir o que você sente. Acostume-se com isso. Fortaleça-se nisso!

4- CALAR-SE TAMBÉM É UM ATO DE SABEDORIA.

Seja sábio o bastante para entender que tem horas que o silêncio fala mais alto que mil palavras. Calar-se no momento oportuno é um ato não só de sabedoria e humildade, mas, também, de compaixão. É reconhecer que, às vezes, o outro não está pronto para ouvir o que temos a dizer. Que a discussão será infrutífera e poderá abalar profundamente alguém que se importa muito com você (se por acaso tiver se esquecido disso, volte no tópico 1).

5- VOCÊ É ÚNICO!

Você é único e especial e somente você será capaz de escolher o que é certo para sua vida, o que será bom para você! A vida é sua, o caminho é seu, a felicidade, também! Então sinta-se senhor da sua jornada e tenha certeza de que está fazendo a melhor, não importa o que o mundo irá pensar!

6- TIRE A SUA GRANDE LIÇÃO!

Essa situação, além de um grande exercício de tolerância, autoconhecimento, empatia e compaixão, também nos ensina uma lição muito valiosa: o que é bom para a gente, nem sempre é bom para o outro. Em algum momento da sua vida você também estará do outro lado, vendo alguém fazer as próprias escolhas e discordando delas, porque pensa totalmente o oposto! Quando esse momento chegar, lembre-se das suas festas de fim de ano e de como aquelas pessoas te punham para baixo, sempre que tentavam te convencer a abandonar as suas convicções.

Espero que você tenha lido esse post a tempo, mas, se não leu, preocupa não, ano que vem tem mais!

Então, Keep Calm e vem comigo!

Deixe seu comentário aí embaixo ou, se preferir, mande um e-mail para carol@entaovemcomigo.com.br Quero muito saber o que você achou e como foram suas festas! 😉